Um homem raro, mesmo com a idade, aceitará com calma problemas de ereção. E se o cara ainda não tiver 30 anos, a impotência é algo parecido com o fim do mundo. Qual poderia ser a causa da impotência e é possível restaurar o funcionamento normal do órgão masculino mais importante?

De fato, existem dois grupos de causas de disfunção erétil – fisiológicas (causadas, por exemplo, por diabetes mellitus ou hipertensão) e psicológicas. Se o problema principal é a saúde, então, infelizmente, não se pode fazer sem uma visita ao médico. Mas, para resolver problemas psicológicos, basta ter algumas consultas com um psicólogo ou mesmo uma conversa confidencial com sua mulher permanente.

Para a nomeação do tratamento correto da impotência, é necessário estabelecer por que apareceu, e também determinar o estado geral da saúde do homem. Tudo isso – a tarefa do diagnóstico médico da disfunção erétil.

Diagnóstico para o tratamento dos sintomas da disfunção erétil é realizado em várias etapas:

– Pesquisa inicial do paciente.Nesta fase, as queixas do paciente são ouvidas. O médico descobre há quanto tempo o homem tem problemas com a ereção, com que rapidez os sintomas se desenvolveram e em que estágio a doença está no momento, se o paciente alguma vez usou drogas para a disfunção erétil. Especialista para a nomeação do tratamento correto da disfunção erétil, é importante saber se o paciente tem desejo sexual, ereções de manhã e de noite, estimulação durante a estimulação dos genitais e fantasias sexuais, se pode conseguir a ejaculação e orgasmo. Como a disfunção erétil atua como um fator psicológico negativo, o médico necessariamente pesquisa o homem corretamente e o ajusta a um resultado favorável do tratamento.

– Avaliação do estado psicológico do paciente. Disfunção erétil psicogênica é observada em dois terços dos homens que buscam a ajuda de andrologistas. Portanto, é importante que o médico avalie o estado psicológico do paciente antes de prescrever a terapia e os medicamentos para a disfunção erétil. O especialista revela se o homem tem um parceiro sexual permanente, qual é a natureza do seu relacionamento, etc. Se um paciente com disfunção erétil tiver sinais de ansiedade ou estado depressivo, um psicoterapeuta deve estar conectado ao diagnóstico e ao tratamento.